terça-feira, 13 de julho de 2010

Crise...Qual crise?

"...A Federação Portuguesa de Futebol deverá ter um prejuízo superior a 1 milhão de euros quando fechar a contabilidade referente à presença da Seleção Nacional no Mundial da África do Sul. O prémio de 7,2 milhões de euros que vai receber da FIFA por ter atingido os oitavos-de-final não chega para cobrir os custos da preparação da equipa e os prémios negociados com a equipa técnica e jogadores."

Sinceramente não sei se é para rir ou para chorar, mas parece-me que para o país que temos alguém anda a gozar com 10 milhões de portugueses. Para a próxima campanha não me importo de ir com a Selecção arrumar e limpar chuteiras. Pelos vistos até o roupeiro deve ter ganho uns bons milhares de euros (muitos ao que consta). Ganhe ou não, isso não interessa para nada, o que interessa é gastar.

O que dirão a Eslovénia, as Honduras ou a Nova Zelândia que nem passaram da fase de grupos. Devem ter perdido imenso dinheiro e estarão já a pensar em nem sequer participar na próxima fase de qualificação. A UEFA e a FIFA sendo as "virgens metediças" que nos habituaram noutros assuntos permitem estas "liberdades" orçamentais? Não estará em causa o respeito pela competição e o bom nome de quem faz reverter tantas receitas a favor da evolução do desporto?

Até breve

1 comentário:

  1. Só mesmo neste país é que o Queiroz leva 700.000€ de prémio!

    ResponderEliminar